Como endereçar (sobrescrever) corretamente os convites

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

A forma como tratamos as pessoas no nosso convívio diário muitas vezes pode parecer deselegante na hora de endereçarmos corretamente os convites de casamento.

Estas dúvidas geralmente pairam na cabeça das noivas quando estão elaborando a sua lista de convidados e acabam, muitas vezes, se confundindo como deve ser escrito corretamente o convite, se pode fazer um convite único para todos os colegas de trabalho, se deve ou não colocar o título da pessoa à frente do nome, se o nome do homem sempre vai vir antes da mulher ou não, e por ai vão as dúvidas.

Na hora de se elaborar uma lista de convidados, e consequentemente de se elaborar o endereçamento dos convites, existem algumas regras de etiqueta que ajudarão os noivos a não cometerem os erros mais comuns. A consultora de casamentos Myriam Letícia Kalvan reuniu em seu blog Casando com Amor, uma série de dicas de endereçamento de convites, que eu reproduzo abaixo:

Regras que valem ouro

Solteiros: Ao convidar um amigo ou amiga solteira, utilize o nome completo do convidado, sem necessidade de Sr. ou Srta.

 

 

 

 

Casados: Para casais que são casados, o nome do homem vem antes do nome da mulher. Quando for convidar um casal sem filhos ou cujos filhos estão todos casados, ou ainda que tem filhos solteiros que não serão convidados, utilize o nome do marido e logo depois a citação da esposa, como no exemplo: “Sr. Antônio de Sousa e Sra.” ou “Antônio de Sousa e esposa”.

 

 

 

 

Se o casal não compartilha o sobrenome, você pode colocar os dois separadamente “Sr. Antônio de Sousa e Sra. Maria Carvalho”.

 

 

 

Casal e família: Quando for convidar um casal e todos os membros que residem na casa, ou pais e seus filhos, utilize a expressão “e família” logo após o nome do homem. Exemplo. “Sr. Antônio de Sousa e família“, “José Martins e família”.

 

 

 

 

Filhos de casais: É melhor que os filhos adultos solteiros ou casados que não moram com os pais recebam seus próprios convites, separados. “Não se usa mais a expressão ‘Extensivo a filhos casados’”, orienta Myriam.

 

 

 

 

Solteiros e familiares: Quando for convidar uma pessoa solteira e o convite for extensivo aos familiares residentes na casa, lembre-se que não se deve escrever “e família”, e sim “e familiares”. Exemplo: “Luísa Maia e familiares”.

 

 

 

 

Colegas de trabalho: Se você deseja convidar os colegas do trabalho, recomenda-se não colocar um convite no mural, afinal não fica explícito quem você está convidando. Faça convites individuais para cada pessoa que você deseja realmente convidar e se forem casados o convite deve incluir o nome do marido ou mulher.

Parentes, padrinhos e amigos íntimos

“Quando for convidar os pais e sogros, você pode utilizar uma maneira mais carinhosa, como ‘Aos queridos pais Angelina e José’. O mesmo é válido para tios e avós: ‘Queridos Tio Jorge e Tia Joana’, ‘Vovô Gilmar e vovó Francisca’”, orienta Myriam.

 

 

 

 

Padrinhos de casamento também podem receber um endereçamento carinhoso. Você pode utilizar a expressão “Aos queridos padrinhos”, antes do nome dos mesmos. Tal conselho também é aplicável no caso dos amigos íntimos do casal. Vale lembrar que nestes casos deve-se evitar o uso de apelidos.

Formal ou informal?

Segundo Myriam “atualmente, já é aceitável um tratamento mais informal a alguns parentes e amigos próximos, principalmente se o casamento for mais informal também. Porém alguns protocolos ainda são seguidos”.

É sempre importante considerar qual é o tipo de cerimônia de casamento está sendo organizada. Se for uma cerimônia íntima, informal e para poucos convidados os convites podem ser mais informais e sem o uso do “Sr. e Sra.”, porém se a festa for mais social o ideal é manter a formalidade. O respeito ao convidado e ao tipo de casamento sempre serão determinantes.

Ainda segundo a consultora, se o casamento for bastante tradicional, é interessante usar Sr. e Sra., com sobrenomes, em todos os convites: “se você não sabe o sobrenome, procure saber, é melhor você mostrar o cuidado de perguntar do que um desmazelo de chegar sem sobrenome.”

(Visited 436 times, 1 visits today)