Como elaborar sua lista de casamento

0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 0 Flares ×

Elaborar uma lista de convidados sempre foi motivo de dor de cabeça para muitas noivas.

Apesar de muitas pessoas deixarem quase para o final, a lista de convidados deve ser uma das primeiras coisas a ser feita, já que assim tanto os noivos como os pais dos noivos podem discutir melhor quem será convidado apenas para a cerimônia e quem será convidado para a cerimônia e para a festa.

Apesar do casamento ser do casal, é importante ter um diálogo com os pais dos noivos sobre quem convidar, já que muitas vezes os pais estão ajudando a pagar a festa e gostariam de convidar algumas pessoas para prestigiar o casamento dos filhos, assim como os filhos muitas vezes não fazem questão de convidar algumas pessoas que são de convívio quase que exclusivo dos pais.

O que os noivos devem ter bem definido é o tipo de cerimônia e festa que pretendem ter, se será uma cerimônia mais intimista, com um mínimo de convidados (normalmente restrito aos familiares mais próximos e amigos mais chegados) ou se será uma festa “de arromba”, onde o limite de números de convidados será maior.

Em tempos de contenção de despesas, os noivos devem deixar bem claro na organização do casamento o que eles realmente podem pagar, o que influenciará diretamente na quantidade de pessoas que poderá ser convidada.

De nada adianta querer convidar 300 pessoas e se ter dinheiro para pagar por uma festa de apenas 100. Neste ponto os noivos devem ser bem realistas quanto ao que conseguirão pagar, para não terem más surpresas no momento da festa, ou já começarem uma vida a dois devendo uma verdadeira fortuna da festa de casamento. Pergunte a si mesmo se o que vocês querem é um casamento mais simples para um maior número de convidados ou se preferem um casamento mais elegante para uma menor quantia.

Por onde começar?

  • Deixe claro para seus pais o tipo de festa que pretendem ter e a quantidade de pessoas que pretendem convidar. Apesar de parecer redundante estar repetindo o que disse nos parágrafos acima, esta simples atitude vai orientar seus pais sobre possíveis ligações e conversas com parentes e amigos convidando-os para o casamento antes de terem definido a lista de convidados. Isso vai evitar a situação constrangedora da pessoa se sentir convidada e não receber convite nenhum.
  • Organize sua lista de convidados por categorias. Depois de ter rascunhado sua lista de casamento, passe a limpo organizando-a em categorias de relacionamento, como por exemplo: O primeiro nível composto por pais, irmãos, avós, tios e primos de primeiro grau, depois o segundo nível com parentes mais distantes; no terceiro nível, amigos e colegas de trabalho. Sempre separando os convidados do noivo dos da noiva, para em caso de ter que reduzir o número de convidados, facilitar.
  • Para escolher um convidado sem ser injusto, antes de incluir o nome da pessoa na lista se pergunte: “Tenho vistou ou falado com esta pessoa no último ano?” Se a resposta for não, você não estará sendo injusta deixando esta pessoa de fora de sua lista. Não se sinta obrigado a convidar alguém simplesmente porque ela te convidou para o seu casamento.
  • Considere ter um casamento pequeno. Talvez seja a maneira mais fácil de deixar de convidar algumas pessoas sem deixá-las “tão” chateadas. Muitas pessoas optam por um casamento íntimo com apenas familiares próximos e amigos íntimos para evitar esse tipo de constrangimento, de ter que selecionar amigos. Além do que, uma ótima maneira de fazer com que seus demais amigos e familiares mais distantes participem é fazer um jantar/churrasco para eles se sentirem envolvidos e especiais, logo após vocês noivos, voltarem da lua de mel.
  • Determine se as crianças vão fazer parte da lista de convidados. Apesar de que a grande maioria das pessoas considerar o casamento como uma cerimônia/festa de cunho familiar, ao qual é normal se levar as crianças, tem pessoas que consideram que as crianças podem acabar “atrapalhando” e acham melhor não as incluir na lista de convidados. Se você pensa desta forma, considere que a grande maioria dos pais, além de se sentir ofendidas por terem seus filhos deixados de lado no convite de casamento, também não comparecerão à cerimônia, já que seus filhos não poderão ir.
  • Tenha em mente que normalmente 20% das pessoas não poderão comparecer ao seu casamento. Então você pode considerar convidar 20% a mais do que o número de convidados estipulado para a festa. Só se lembre de convidar seguindo a ordem de prioridades, para que  no final ninguém saia chateado.
(Visited 80 times, 1 visits today)